ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Inscrições prorrogadas: 7 mil vagas para CEFET, UENF, UERJ, UFF, UFRJ, UFRRJ e UNIRIO

Potado por: Jornalismo - quinta-feira, 30 de outubro de 2014 | 18:03

As 15 graduações são oferecidas na modalidade a distância.

Atenção! Os interessados em fazer uma universidade pública têm mais uma oportunidade. Foram prorrogadas, até o próximo dia 05/11, as inscrições do Vestibular Cederj 2015. São 7.169 vagas para 15 cursos de graduação a distância nas instituições públicas de ensino superior do Consórcio Cederj da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj). São elas: Cefet, Uenf, Uerj, UFF, UFRJ, UFRRJ e Unirio. Nesta edição, a novidade é a graduação em Engenharia de Produção, com oferta inicial de 300 vagas neste semestre.

As demais vagas estão distribuídas nos cursos de Administração (711); Administração Pública (400); Licenciaturas em: Ciências Biológicas (871); Física (385); Geografia (240); História (250); Letras Português/Literatura (300); Matemática (790); Pedagogia (1.040); Química (318) e Turismo (285), Tecnologia em Gestão de Turismo (250); Tecnologia em Sistemas de Computação (529) e Tecnologia em Segurança Pública (500). As inscrições devem ser feitas somente pelo site www.cederj.edu.br. O valor da taxa é R$ 65,00. Durante o cadastro, é necessário escolher o polo de ensino e o curso. A prova será no dia 22 de novembro e os aprovados iniciarão a graduação no primeiro semestre letivo de 2015.

Para o curso de Tecnologia em Segurança Pública, só podem concorrer profissionais da ativa, sendo 80% das vagas destinadas a Policiais Civis e Militares do Estado do Rio de Janeiro e as demais 20% a profissionais da ativa das seguintes categorias: Guardas Municipais, Agentes Penitenciários, Bombeiros, Policiais Rodoviários Federais, Policiais Federais, membros das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), Agentes Portuários e Policiais Civis e Militares de outros Estados da federação, conforme Portaria Interministerial nº 158-A, de 9 de fevereiro de 2010.

Saiba mais sobre o aprendizado em Ead do Cederj
Por meio do modelo semipresencial de ensino, o Cederj proporciona ao aluno um ambiente virtual de aprendizagem e acesso aos tutores para apoio direto ao conteúdo das matérias. Os estudantes são incentivados a participar das atividades propostas e assistidos na metodologia de educação a distância (EAD), com ênfase na necessidade de se adquirir autonomia na aprendizagem. Além disso, o aluno recebe gratuitamente todo material didático do curso na forma online e impressa. As avaliações presenciais ocorrem em datas e horários pré-determinados. Quanto a eventuais dúvidas, os universitários também podem tirá-las por telefone (0800) ou pela internet.

Sobre o Cederj
O Consórcio Cederj pertence à Fundação Cecierj, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, que conta com mais de 40 mil alunos matriculados nos cursos de graduação a distância. O Consórcio disponibiliza 32 polos regionais, localizados em: Angra dos Reis, Barra do Piraí, Belford Roxo, Bom Jesus do Itabapoana, Campo Grande, Cantagalo, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaocara, Itaperuna, Macaé, Magé e Miguel Pereira, Natividade, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Paracambi, Petrópolis, Piraí, Resende, Rio Bonito, Rio das Flores, Rocinha, Santa Maria Madalena, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Três Rios e Volta Redonda.

Fonte: Comunicação Cecierj

Mulher teve carteira furtada na Ponte do Claudão, bairro Fiteiro

Na manhã desta quinta-feira (30) uma mulher de aproximadamente 30 anos compareceu a 143ª Delegacia Legal após ter sido furtada na Ponte do Claudão, em Itaperuna.

A vítima informou que tinha levado a sua moto para fazer uma revisão, em seguida passou no banco e estava seguindo em direção ao Fiteiro quando na subida da ponte, próximo a estátua do Claudão, um homem moreno escuro, alto, que trajava uma blusa branca, bermuda de cor escura e boné puxou a carteira que estava em sua mão e correu, deixando-a sem reação.


Atônita a mulher se dirigiu a Delegacia da cidade onde o fato foi registrado.


Redação Rádio Itaperuna AM
Foto: Leandro Vieira

Polícia apreende crack e munição em comunidade de Miracema


Policiais militares do 36º BPM (Pádua) apreenderam no final da tarde desta quarta-feira (29), 72 pedras de crack e seis munições, de calibres diversos, durante incursão, na Vila José de Carvalho, periferia de Miracema.

De acordo com informações repassadas à imprensa, os agentes teriam recebido denúncia anônima, que apontava uma residência abandonada naquela comunidade, como sendo ponto de esconderijo de drogas. O material foi apresentado na 137ª Delegacia.


Fonte: Rádio Natividade

Companheira de Suzane von Richthofen é conhecida como Sandrão e se veste como homem

Conhecida como Sandrão, a atual companheira de Suzane von Richthofen, 30, na penitenciária de Tremembé (SP), tem um histórico de ações violentas dentro e fora da prisão. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Em outubro 2003, Sandra Regina Ruiz Gomes, 31, participou do sequestro de um adolescente em Mogi das Cruzes (Grande São Paulo) com três homens. A vítima era o seu vizinho, Talisson Vinicius da Silva Castro, 14.

Segundo investigação da polícia e Ministério Público, era Sandra (também conhecida como Galega) a responsável por fazer as ligações ameaçadoras à família. O pedido de resgate foi de R$ 40 mil, mas acabou reduzido para R$ 3.000. Quando a família efetuou o pagamento, o menino já estava morto com um tiro na cabeça.

O corpo do adolescente foi encontrado no dia seguinte em um terreno baldio. A vítima estava amordaçada com uma "echarpe feminina", que a polícia acredita ser de Sandra, e amarrada pelos punhos e tornozelos com cadarços. A cabeça estava coberta com um saco plástico preto.
De acordo com os policiais, o bando nunca teve a intenção de devolvê-lo com vida até porque ele conhecia os criminosos. Sandra confessou sua participação no crime, mas alegou ter sido obrigada por um dos comparsas, no que a Justiça não acreditou e a condenou a 27 anos de prisão  - pena posteriormente reduzida a 24 anos.

Segundo Sandra, em seu depoimento, ela não queria a morte do menino, embora admita não ter agido como poderia para impedir que isso ocorresse.
Em fevereiro de 2011, no centro ressocialização de São José dos Campos (a 97 km da capital), a sequestradora foi condenada a três meses e 15 dias de detenção após agredir um agente penitenciário, o que foi considerado  uma falta grave no sistema prisional. Por isso, sua progressão para o regime semiaberto ficou comprometida. 

No mesmo mês, Sandra foi transferida para a penitenciária de Tremembé. Apesar da fama de "barra pesada", ela participa de eventos organizados para as detentas. Em um concurso de beleza das presidiárias, por exemplo, ela ajuda a conduzir as candidatas pela passarela como mestre de cerimônia. Nesses eventos, costuma usar traje a rigor, fraque e gravata borboleta. No dia a dia, veste-se como homem.
Até o começo ano, Sandra era companheira de Elize Matsunaga, 32, presa pela morte e esquartejamento do marido Marcos Kitano Matsunaga, 41, em junho de 2012. Após se envolver com Suzane, as duas resolveram oficializar a união. O casal está morando junto na cela das casadas.

Fonte: Zip

Intérprete do Professor Girafales critica Quico e Chiquinha do seriado “Chaves: “Tenho pena deles”

Rubén Aguirre, o Professor Girafales da série “Chaves”, afirmou que sente pena dos antigos colegas de trabalho, Carlos Villagrán - o Quico - e Maria Antonieta de las Nieves - a Chiquinha -, por continuarem trabalhando apesar da idade avançada.

"Deus me livre [voltar a trabalhar], já estou aposentado. Se meus companheiros seguem trabalhando é porque precisam de dinheiro, algum problema devem ter ou estão acumulando. Mas tenho pena de Maria Antonieta e Quico, que até hoje seguem trabalhando. Algo acontece com eles que não se resignam a dizer 'acabou'. Seguem, seguem, seguem acumulando para os genros [risos] ou para quem quer que seja. Não entendo isso", declarou à rede hispânica “Telemundo”.

Após ficar duas semanas internado por conta de uma desidratação, o artista revelou que fez um pacto de encontrar Roberto Bolaños, o Chaves. Contudo, o ator destacou que é difícil de cumprir o combinado, já que Bolaños possui problemas respiratórios e de locomoção.

"Fizemos uma promessa muito difícil de cumprir, de nos vermos logo. É muito difícil, porque ele vive em Cancún e eu em Porto Vallarta", lamentou.

Multas de trânsito vão subir até 900% a partir de sábado


A partir deste sábado, arriscar-se em ultrapassagens perigosas vai custar mais caro para motoristas que forem flagrados pela fiscalização. Nesta data entra em vigor a lei federal que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as onze mudanças no código, estão as que aumentam a multa para esse tipo de infração e ainda as que endurecem o valor imposto a motoristas que praticam rachas. Em 2013, foram registadas 285.889 infrações, em casos que sofrerão punição mais severa; este ano, elas já somam 233.077.

No caso de ultrapassagens em que se força uma manobra perigosa com veículo vindo em sentido contrário, o valor da penalidade aumenta mil por cento, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. A multa para quem ultrapassar pelo acostamento, hoje de R$ 127,69, passará a R$ 957,70, uma alta de 650%. E as ultrapassagens em local proibido sofrerão reajuste de 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. A percentagem valerá ainda para infrações como ultrapassagem em subidas, curvas e locais sem visibilidade.

Os rachas, se terminarem em acidente com morte, poderão levar o culpado a passar de cinco a dez anos na prisão. Sem vítimas, se a prática for flagrada, pode terminar em pena de três anos de prisão para os motoristas, e em multa mais cara: dos R$ 574,62 atuais, passará para R$ 1.915,40. Caso haja vítimas não fatais, a pena prevista no código modificado é de seis anos de prisão.

Multas de trânsito ficarão até 900% mais caras a partir de sábado Gabriel Haesbaert/Especial
De acordo com o Denatran, as infrações, além de passíveis de cobranças mais caras, são consideradas gravíssimas e valem a retirada de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação. A nova lei prevê ainda que ultrapassagens perigosas e rachas custem aos motoristas envolvidos 12 meses sem o direito de dirigir. Já se o culpado for reincidente, o valor da multa dobra.

Em nota, o Denatran afirmou que “o objetivo das mudanças é aumentar a segurança de motoristas e pedestres e das infraestruturas urbanas numa combinação de medidas que inclui a cooperação nacional, a partilha de boas práticas, a realização de estudos de investigação, a organização de campanhas de sensibilização e a adoção de regulamentação”. No texto, o órgão diz ainda que pretende “incentivar os motoristas a conduzirem os veículos de forma segura”.

A Polícia Rodoviária Federal informou que, como os pardais não conseguem detectar detalhes além de excesso de velocidade, a fiscalização será feita “onde houver presença de agente de trânsito ou aparelhos de videomonitoramento”.

MAU RESULTADO A LONGO PRAZO

Especialistas consultados pelo GLOBO, entretanto, questionam se a lei será cumprida a longo prazo. Concordam, entretanto, que a curto prazo, vai coibir os motoristas na prática de ultrapassagens e rachas.
— A história do Brasil demonstrou, em várias oportunidades, que esse agravamento das penalidades ataca os sintomas, e não ataca as causas — analisa o pesquisador da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais responsável pelo Mapa da Violência no Trânsito, Julio Jacobo. — Todas as medidas e as proibições darão um resultado imediato, as taxas vão começar a cair, mas, em pouco tempo, vão aumentar de novo.

Para Jacobo, o agravamento das penas sem a melhoria das condições de fiscalização e campanhas educativas pelos órgãos competentes sinaliza uma transferência de responsabilidade total para os motoristas. Segundo ele, três grandes problemas acometem o sistema de trânsito no país: a falta de fiscalização adequada, a falta de educação no trânsito, e a falta de leis que sigam além das multas e não “responsabilizem só as vítimas” pelos acidentes.

— Não se regula só com multa. Regula-se com educação, com fiscalização, com leis em que o poder público assuma as responsabilidades — acrescentou.
O engenheiro Fernando Diniz, fundador da ONG Trânsito Amigo, disse concordar com o aumento das multas, e acredita que na “fase inicial”, a regra será respeitada.

Fonte: Agência O Globo

 
Suporte: Agência R3 | Robson Araujo | (22)9703-9095
Copyright © 2013. Radio Itaperuna AM 1410 - Todos os direitos reservados
Criado por Creating Website Publicado por Mas Template
Proudly powered by Agência R3 E Blogger