Home » , , » Empresário itaperunense sofre acidente e diz que foi um milagre: carro pega fogo e crianças sobrevivem

Empresário itaperunense sofre acidente e diz que foi um milagre: carro pega fogo e crianças sobrevivem

Potado por: Jornalismo - segunda-feira, 15 de dezembro de 2014 | 09:40

No mesmo local e quase no mesmo horário em que no sábado passado duas mulheres e uma criança morreram em um acidente, uma colisão envolvendo um carro de passeio e uma van deixou seis pessoas feridas, entre eles duas crianças de oito e 12 anos,  neste sábado(13), no Km 93 da BR-101, na altura da localidade de Caxeta, em Campos. Um dos carros que era ocupado por um casal e duas crianças capotou e chegou a pegar fogo no motor, mas a tragédia foi evitada por passageiros de outro carro que usaram um extintor para impedir que o fogo se alastrasse.

O empresário que tem negócios em Macaé e iria passar o final de semana com a mulher e dois filhos em sua terra natal, Itaperuna, falou que estava ao volante de um Chevrolet Classic e que foi um milagre, pois um de seus filhos, de oito anos,  que estava no banco traseiro, foi socorrido desacordado e houve risco de explosão, pois o motor pegou fogo.

Como aconteceu

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Corsa Classic de cor preta, placa HIP-1790/Macaé seguia no sentido Campos. O motorista do Corsa, o empresário Marciano da Silva Nunes, de 37 anos, tentou fazer uma ultrapassagem em ponto permitido, quando o motorista do carro que trafegava à sua frente, modelo Captiva, de cor preta, impediu e jogou seu carro contra a lateral direita do Corsa.

Após perder o controle e bater num barranco às margens da pista, o Corsa retornou para rodovia, colidiu de frente com uma van de cor branca, placa LVA-1208, que trafegava no sentido contrário, subiu cinco metros num barrando e capotou.

Na van estavam nove trabalhadores de uma empresa que presta serviços para a concessionária Autopista Fluminense. O dono da firma, o ex-vereador Dadá de Morro do Coco, esteve no local do acidente. Na van,  três homens ficaram levemente feridos.

Apesar da violência do acidente,  o motorista do Corsa, Marciano da Silva Nunes, morador de Macaé e dono de uma empresa que presta serviços a Petrobras, sofreu ferimentos leves e recebeu atendimento médico no local do acidente. Ele falou que o carro começou a pegar fogo e ele só pensava em tirar sua esposa Raquel Pereira Barbosa, de 37 anos e seus filhos, Lucas de sete e Wanderson de 12 anos.

“Foi um milagre. Estávamos indo passar o final de semana em Itaperuna e acontece essa tragédia. Eu fiquei muito nervoso, pois vi meu filho Lucas na cadeirinha com o pescoço torto. Só pensava em tirar minha família do carro. Começou a pegar fogo no meu carro e os trabalhadores que estavam na van imediatamente pegaram um extintor e apagaram as chamas, pois havia risco de explosão”, contou Marciano, que acrescentou. “Não sei porque  motorista da Captiva jogou seu carro contra o meu. Tentei ainda tirar da van, mas bati duas vezes do barranco e o meu carro rodava muito. Se tivesse batido frontalmente com a van, poderia ter sido muito pior”, disse.

As vítimas foram socorridas pela Autopista Fluminense e encaminhadas para o Hospital Ferreira Machado (HFM). O estado das vítimas, segundo o hospital, é estável. Nenhum deles sofreu ferimento grave.





 Fonte: Campos 24 Horas
Espalhe por aí :
 
Share English German French Arabic Chinese Simplified