Home » » Erva doce diminui problemas estomacais e gases

Erva doce diminui problemas estomacais e gases

Potado por: Jornalismo - sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 | 16:00

Ela também ajuda a reduzir as cólicas e tem ação diuréticaA erva doce conta com boas quantidades de potássio, um eletrólito importante que se concentra no interior da célula. O potássio ajuda a reduzir a pressão arterial e o ritmo de batimentos cardíacos.
Além disso, ela contém vitamina C que ajuda o organismo a desenvolver resistência contra agentes infecciosos e prejudiciais e a combater os radicais livres pró-inflamatórios. A erva doce também apresenta pequenas quantidades de vitamina A, vitamina B6, ácido fólico, niacina, riboflavina, tiamina, cobre, ferro, cálcio, magnésio, manganês, zinco e selénio.
A erva doce conta com o ácido málico. Esta substância é um ácido derivado de alimentos de origem vegetal e as formas de sais de ácido málico, conhecidos como malatos, são intermediários do ciclo de Krebs, e assim ajudam no processo de produção de energia intracelular.
O ácido málico pode ser usado para melhorar as funções digestivas do estômago através do fornecimento de hidrogênio suficiente para a acidificação do estômago.
Uma baixa produção de ácido clorídrico (ácido gástrico) é uma condição muito comum e potencialmente grave, chamada hipocloridria, que pode resultar em inúmeras condições de saúde e deficiências de nutrientes. Vários nutrientes minerais são dependentes de quantidades adequadas de ácido do estômago, incluindo o cálcio, magnésio, zinco, sódio, cromo, cobre, manganês e selênio.
Em adição a estes benefícios, o ácido málico pode também ajudar a desintoxicação celular de metais tóxicos, em especial de alumínio e estrôncio.
O ácido cafeico, substância antioxidante, está presente na erva doce. Os flavonoides também estão nesta erva e são importantes porque aumentam o nível de glutationa, nossa principal defesa antioxidante, sendo também um supressor eficaz da inflamação crônica.
A erva doce ainda conta com fibras que retardam o esvaziamento gástrico, evitando picos glicêmicos e contribuindo para o melhor funcionamento do intestino. 
A erva doce ainda possui anetol, que estimula as glândulas e a musculatura do tubo digestivo, aumentando a salivação, secreções pancreáticas e biliares e aumentando a competência digestória, diminuindo gases e cólicas.


Fonte: MINHA VIDA
Espalhe por aí :
 
Share English German French Arabic Chinese Simplified