Home » » Identificação dos mortos em acidente de Paraty deve demorar

Identificação dos mortos em acidente de Paraty deve demorar

Potado por: Jornalismo - segunda-feira, 7 de setembro de 2015 | 09:05

A Prefeitura de Paraty (RJ) divulgou na madrugada desta segunda-feira (7) um novo balanço sobre o acidente com um ônibus do transporte coletivo da cidade no "Morro do Deus Me Livre" que deixou 15 mortos na tarde deste domingo (6). Segundo o comunicado, 58 pessoas ficaram feridas, sendo cinco delas em estado grave. Os mortos ainda não tinham sido identificados e segundo os legistas, o processo deverá ser demorado. No domingo (6), a prefeitura chegou a informar que 66 pessoas ficaram feridas, mas o número foi corrigido.

Os corpos das vítimas estão no Instituto Médico Legal (IML) de Angra dos Reis. De acordo com informações da TV Globo, os legistas afirmam que o reconhecimento dos mortos vai depender da ajuda de parentes, já que grande parte das vítimas não estava com documentos no momento do acidente. Do local do tombamento foram retirados 14 corpos. A última vítima estava internada em um hospital de Paraty e não resistiu. Ainda de acordo com o IML, a maioria das vítimas é de jovens entre 20 e 30 anos.

Os sobreviventes estão recebendo atendimento no Hospital Municipal São Pedro de Alcântara, em Paraty, em dois hospitais de Angra dos Reis (RJ), outro em São Gonçalo (RJ) e também em unidades médicas de Caraguatatuba e Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Entre os feridos estavam turistas paulistas e cariocas. O motorista tem quadro de saúde estável.

Investigação

O ônibus partiu por volta das 12h10, do Centro de Paraty, levando principalmente turistas e também moradores, em direção a Trindade. O acidente aconteceu após cerca de 30 minutos de viagem.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista perdeu o controle do veículo devido a uma falha no freio e caiu em uma ribanceira de cerca de 50 metros. A estrada, que funciona em mão dupla, tinha apenas uma faixa liberada no horário.

Um inquérito foi aberto para apurar também se havia superlotação.

O ônibus pertencia à empresa Colitur e fazia uma linha geralmente utilizada por turistas que aproveitam o sol nas praias de Trindade e voltam para o Centro de Paraty no fim do dia, conforme informou o prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda.

Procurada pelo G1, a Colitur divulgou uma nota oficial sobre o acidente. Confira:
"A Colitur lamenta profundamente o ocorrido e informa que está apurando as causas do acidente e prestando todos os esclarecimentos às autoridades. Informa também que está prestando todo o apoio às vítimas e aos familiares das vítimas fatais".


Luto e show cancelado
A Prefeitura de Paraty decretou luto de três dias pelas vítimas fatais do acidente. Em nota publicada na página do Facebook, a administração pública agradeceu "ao Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e equipe do hospital São Pedro de Alcântara, pelo empenho e dedicação no atendimento às vítimas. À Eletronuclear, pelo apoio. E às prefeituras de Ubatuba e de Angra dos Reis, por receberem os pacientes".

Por conta do acidente, a Prefeitura também cancelou um show com a dupla João Pedro e Fabiano que estava previsto para acontecer às 21h30 deste domingo na cidade. A apresentação faria parte das celebrações da Festa de Nossa Senhora dos Remédios, que homenageia a padroeira da cidade.
"Suspendemos o show, pois ficou uma situação muito difícil para a população", disse o prefeito Carlos José Gama Miranda, mais conhecido como Casé, que confirmou a realização do desfile de 7 de setembro e os shows programados para a data.

Fonte: G1
Espalhe por aí :
 
Share English German French Arabic Chinese Simplified